Go to Top

A legenda da CR-BR em 2018

Hora de semear o ódio e a discórdia.

Bem, a última vez que parei para dar uma olhada na CR-BR foi na época de Fate 2014 e tinha tanto absurdo que fui bater minha cabeça na parede para esquecer o que vi. Bem, faz um tempinho que voltaram a comentar sobre a CR-BR aqui no site, então, como toda boa pessoa faria, fui lá e peguei a legenda em inglês e pt-br do primeiro episódio do novo WIXOSS. Sim, para trazer ainda mais a discórdia, qualquer comparação será com a própria CR, só que a versão US que admito que faz um bom trabalho atualmente embora ainda vomite um Charlotte de vez em quando.

Minha primeira ação foi jogar a legenda BR num corretor e aparentemente passou no teste, o que não ocorreria até um tempo atrás, então já é um ponto positivo… pelo menos em WIXOSS. Mas acaba por aí, os 5 minutos que passei dando uma olhada rápida na legenda já me apresentou alguns problemas… então vamos a eles!

Prazer, Carnival desu.

O nome está certo 2 linhas atrás…

Alguém não viu Selector infected e Selector spread WIXOSS…

Mesma coisa aqui… ou pior, o primeiro Lostorage já servia. Será que o tradutor já parou para dar uma olhada na palavra LRIG? Eu ajudo… L-R-I-G… G-I-R-L, girl!

Agora, vamos comparar com a versão US! Primeiro em inglês…

Estão falando do Satomi, ou da Carnival… ou do Carnival… ops, está ficando complicado demais, mas na BR:

Essa legenda é mesmo uma zoeira.

Typesetting da CR continua absurdo de bom!

未明 【みめい】 (n-adv,n-t) early dawn

E o tradutor que não podia procurar palavras num dicionário, resolveu fazer uma redação. Fica a dica.

Bem, essa é a legenda “oficial” que cobra para ser vista. Com erros assim, é fansub para baixo, tinha que ser disponibilizada gratuitamente sem restrições. Se querem usar a CR, por favor, usem a US.

About Zero

O fundador do EA e o “faz tudo” do fansub. Certificado em 2017 com grande fluência em inglês pelo Conselho Britânico sem nunca ter cursado o idioma. Estudou japonês por 5 anos na Escola Modelo de Língua Japonesa por causa de animes. Super fã de Kancolle, Touhou e Fate. Vive importando jogos, figures, BDs e qualquer coisa que tenha um personagem que goste estampado. So as I pray, Unlimited Blade Works.

48 Responses to "A legenda da CR-BR em 2018"

  • Um
    12 de abril de 2018 - 16:38 Reply

    Carnival é um demônio da mitologia grega
    A frase se refere a uma possessão, obviamente

    • Zero
      12 de abril de 2018 - 16:38 Reply

      hue hue hue

  • Ned
    12 de abril de 2018 - 17:22 Reply

    “Antes do Raiar do Sol”
    Nossa, que merda. Quem eles colocam pra traduzir isso?
    Até um robô com um dicionário faria melhor…

  • Raijenki
    12 de abril de 2018 - 17:25 Reply

    sdds xingasub

  • Skasum
    12 de abril de 2018 - 18:30 Reply

    Caramba hoje é o dia, ontem estava pensando em duas coisas, uma delas era essa zuera com CR, fui até olhar os post antigos e talz.
    Outra coisa foi que estava pensando nos fansubs antigos que podiam voltar e hoje a Moshi Moshi retorna das cinzas hehe

    • Um
      12 de abril de 2018 - 18:44 Reply

      Pensa em mim ficando rico, vai que dá certo

      • Skasum
        12 de abril de 2018 - 19:05 Reply

        Só se dividir a grana ai é nois.

  • Jujubeen
    12 de abril de 2018 - 21:14 Reply

    Esse último print é até um “hate” extra, todo mundo sabe que aquele player imundo do CR não é “frame-accurate”, e olha que o encode do CR também contribui para que não seja “preciso”, a configuração dos keyframes certamente é proposital (eu já fui encoder de fansub e cheguei a ler sobre o uso correto dos keyframes, que poderia haver problema de decodificação e até para reencode, e a config do CR infelizmente contribui para esses problemas que mencionei).
    O dia que eles resolverem implementar o HTML5, quem sabe melhore.
    Quanto aos erros, bem, ou o cara traduziu com sono ou sei lá, já vi erros desse tipo em outros animes por lá e eles sempre corrigem, quem nunca errou com legendas que atire a primeira pedra…

    • Zero
      12 de abril de 2018 - 21:22 Reply

      Se eles estão corrigindo, eu bato palmas. O ANN deu a entender que pelo menos a CR-US não volta para corrigir legendas.

      O problema de errar aqui é mais porque é um serviço pago que deveria ter mais cuidado. Se fosse sei lá, apenas “Mayu” digitado errado ou mesmo o título que poderia ter sido melhor escrito, seria completamente aceitável, mas o erro da Carnival, por exemplo, persiste em todo o episódio. Quando eu assisto algo de fansub eu não tenho a expectativa de perfeição, mas já tenho uma expectativa maior para um serviço comprado.

      • Jujubeen
        12 de abril de 2018 - 22:13 Reply

        Sim, Zero. Eu te entendo.
        Agora parando pra pensar, será que o print ali do “dawn” não foi só “liberdade poética”? Eu confesso que nem fiquei tão incomodado com isso, achei até bonitinho hahahaha.

  • Scar
    12 de abril de 2018 - 22:44 Reply

    Nossa Zero como vc é mal…

    Posta mais disso e.e

    Infelizmente as subs estão quase mortas, hoje é pegar o script de algum streaming oficial e taca sua marca d’água enorme, pegar os piores hosts pra download e colocar 5 paredes de propaganda e acabo.

    • Zero
      12 de abril de 2018 - 22:57 Reply

      Daqui 4 anos.

  • Tamie
    13 de abril de 2018 - 00:02 Reply

    não seria tipo amanhecer e o por do sol?

    eu ainda estou vendo a segunda temporada de wixoss e achava que o lostorage n ia ter nada a ver com as outras duas temporadas, mas a Ruuko e as outras vão aparecer de novo?

    • Zero
      13 de abril de 2018 - 00:15 Reply

      Nope, tanto yoake quanto mimei se refere ao amanhecer. Mimei seria o raiar do dia, a aurora.

      No primeiro Lostorage algumas referências aos dois anteriores mais a presença de um dos personagens. O segundo promete trazer todas.

      • Tamie
        13 de abril de 2018 - 01:12 Reply

        é mesmo, eu n tinha prestado atenção no kanji, aí n vi que era o mi com o asa, mas o yoake eu já conhecia, já que ele é mais usado

        preciso terminar de ver logo o spread

  • Teiken
    13 de abril de 2018 - 00:47 Reply

    Vou reclamar que os principais erros da CR você não mostrou. O principal problema é umas frases escrotas, tipo farinha do mesmo saco, osso duro de roer, zé-ninguém, deus-dará, é cada coisa esdrúxula que não consigo entender como alguém ganha dinheiro para fazer esse tipo de trabalho. O problema é que sempre acontece isso em todos episódios que assisto, fora isso tem os problemas com honoríficos e inversão dos nomes, o que é horrível.

    • Zero
      13 de abril de 2018 - 01:23 Reply

      Incrivelmente eu não notei isso nesse epi. Mas isso me lembra dos mangás da JBC.

    • Jarvs
      13 de abril de 2018 - 10:05 Reply

      A Netflix faz a mesma coisa vez ou outra. Já vi lá frases como “pega pra capar”, “vamos capar o gato” (ahuehuehuhe eu ri muito) etc etc. Eu não acho necessariamente ruim, acho que é mais de gosto. É uma certa liberdade criativa adaptar o significado da legenda. E nem de longe esse é o pior erro da CR.

    • Ronan Angelo Peixoto
      13 de abril de 2018 - 17:55 Reply

      Olha, eu pessoalmente concordo com você nesse aspecto.
      Mas às vezes eu me pego refletindo uma coisa séria sobre isso, se não seria o caso apenas de preferência, porque, por exemplo, o YuYu Hakusho, quando foi dublado aqui, tinha muitas dessas expressões, e a galera ama isso, só que quando é legenda em fansub, eu costumo ver gente não gostando (tal qual nós aqui), e me fica a dúvida se isso não é uma ambiguidade

      • Zero
        13 de abril de 2018 - 18:11 Reply

        Acho que dublagem é algo mais passível de adaptações em geral, mas eu não sou o maior fã e nem especialista no assunto.

        Não me importo em algumas expressões, mas a JBC, por exemplo, estava usando algumas bem estranhas que são de uso regional e que não fazia nenhum sentido onde moro.

    • Soran Ibrahim
      14 de abril de 2018 - 08:23 Reply

      Sabe, uma coisa que é difícil de lidar com a Crunchyroll são o typesetting e os honoríficos. As adaptações até torço um pouco o nariz, mas…

      Não consigo levar de boa esses atropelos: https://imgur.com/U9dkaTc
      E muito menos, chamar no diminutivo (A comunidade cospe fogo vendo isso (Sim, peguei como exemplo BNHA por que era o que estava vendo durante essa postagem…(Se eu fuçar outros do site, acho mais sem o mínimo esforço))): https://imgur.com/3S0GM7c

  • qgustavor
    13 de abril de 2018 - 09:48 Reply

    Que irônia…

  • FilipeAzero
    13 de abril de 2018 - 11:19 Reply

    Espero estar vivo em 2022 pra ver o próximo Post. Eu assino CR só por tabela mesmo, mas não troco a EA e outras subs por aquele tipo de serviço (quem sabe quando adotarem HTML5).

    • Ronan Angelo Peixoto
      13 de abril de 2018 - 17:52 Reply

      Talvez você já saiba, mas fica a sugestão de usar a extensão do chrome “CR HLS player” que faz esse serviço. Claro que o certo é que atualizem-se, concordo com você, mas por hora dá pra usar a extensão.
      Eu não ando vendo animes, mas no único que vi achei que ficou boa.

    • makoto
      13 de abril de 2018 - 22:25 Reply

      Tem também Netflix, Amazon e Hidive que além de legendarem melhor que o Crunchyroll ainda por cima possuem suportes que prestam viu?

  • joelson
    13 de abril de 2018 - 13:21 Reply

    Não aprovou meu comentário, Zero-chan? Tem medo que seus fiéis seguidores saibam que você faz CR-EDIT? Depois eu lhe mostro as comparações lindas que pareiam perfeitamente suas memesubs com a CR.

  • Dudu
    13 de abril de 2018 - 16:30 Reply

    Fiquei intrigado, quem em sã consciência faz uma palhaçada dessa, tem que denunciar mesmo Zero, ta certo a sua indignação, tem que se indignar mesmo.

  • Ronan Angelo Peixoto
    13 de abril de 2018 - 17:49 Reply

    Zero, você tem uma conta lá na CR?

    Você que entende do assunto poderia reportar essas coisas pra eles, porque, embora eu ache certo você criticar, é preciso que eles tomem conhecimento dessas notas.
    Eu gostaria muito de apontar erros assim (e quando eu puder, o farei), porque nada melhora sem que reclamemos, mas eu não consigo fazer correções desse nível que você faz (pelo menos em Wixoss).

    Acrescentaria muito se você nos representasse reportando essas coisas.

    • Zero
      13 de abril de 2018 - 18:17 Reply

      Não tenho. Antigamente eu “batia” mais na CR aqui sempre editando algum anime deles e mostrando as dezenas de erros, mas larguei de mão. Só olhei agora de novo porque o assunto voltou a aparecer aqui nos comentários.

      Mas sempre que posto aqui falando da CR aparece do nada uns usuários para contra-atacar em favor da CR. Já recebi inclusive mensagem direta de tradutor aqui (quando editei Da Capo) e indireta quando editei Kanojo ga Flag.

      Melhorou alguma coisa desde então? Parece que sim, mas ainda está no nível de um fansub. Se estivessem preocupados em fazer um trabalho melhor, ao invés de vigiar e atacar quando alguém aponta os problemas dele, talvez nem teríamos mais fansubs aqui no BR. E olha que nessa postagem eu comparei a CR com a própria CR, nem sou eu dizendo que eles estão errados, é a própria matriz nos EUA.

      Em contra partida, eu também já bati muito na JBC aqui no site, já deixei de comprar deles, mas hoje estou comprando e lendo To Love-Ru. Então eles fizeram algo certo (aka melhorar) ao invés de vir aqui no site tentar fazer um tumulto.

      • Raijenki
        13 de abril de 2018 - 22:04 Reply

        Parei de legendar há alguns anos, mas sempre acompanho a cena brasileira porque meu círculo social na internet gira, de certa forma, ao redor de animes e afins, mesmo que eu tenha perdido contato mais íntimo com a maioria das pessoas. Sempre quando assisto animes, é legendado em inglês, mas minha namorada me força um pouco a assistir animes legendados em português.

        De toda forma, o problema é pensar que o Crunchyroll Brasil é uma empresa de tradução quando na verdade é nada mais que um fansub feito pelas mesmas pessoas que compunham a cena no Brasil. Só lembrar que nicks como jacques, alinekax, gustavaum, gotstaf, xdead, Sutai, soulstaker e outros estão lá até hoje. Dentre outras pessoas chamadas, devo ter te convidado, em 2012, para participar quando tudo isso começou, apenas não me recordo porque o convite não foi oficializado e eu fui ‘demitido’ (teoricamente não, já que não assinei contrato) por dar com a língua dos dentes que o CR ia desembarcar no Brasil logo após isso tudo, então… paciência, lol.

        Para começar, uma empresa de tradução séria teria pelo menos diretrizes básicas para tradutores. Isso não acontece, e cada tradutor em geral tem um estilo próprio. Alguns usam honoríficos, outros dão um workaround em cima disso. Uns traduzem piadas e gírias literalmente, enquanto outros adaptam para o português. Inversão de nomes. Aportuguesamento de termos e nomes (alguém se lembra do “Sabre”, em Fate/stay Night?). Tradução ou não de quando outros idiomas são falados em animes. Esse tipo de coisa, que são mínimos, quando em conjunto, prejudica a experiência de quem assiste. Mesmo o usuário mais casual pode ser incomodado por esse tipo de coisa. Tradução boa é aquela que você não consegue identificar quem traduziu ou o ‘estilo’ do tradutor, o que não acontece. Caso essas coisas acontecessem em animes dublados, pessoas se sentiriam ultrajadas, mas parte das pessoas ainda insistem em defender tal ‘cultura do erro’ cegamente, igual acontecia nos fansubs.

        Mais grave ainda quando o tradutor comete um erro mas o revisor e o quality checker não enxergam. O primeiro tem obrigação de saber o mínimo de português para evitar eventuais deslizes gramaticais; não só isso, idealmente ajeita o fluxo das frases, reescrevendo-as e tudo mais. Espera-se que ele pelo menos se dê ao trabalho de ver o episódio, ou que seja assíduo da série. Erros básicos de concordância de gênero, análogos ao famoso ‘Csellkcess’ do Fullmetal Alchemist: Brotherhood, simplesmente mostram que a revisão foi mal feita – usou-se solenemente o script combinado com o Microsoft Word – ou não existiu. Proposição parecida ao controle de qualidade.

        Não importa se vão corrigir depois. Do ponto de vista organizacional, é uma falha em processos que sequer deveria ter ocorrido, e isso só serve para mostrar que a empresa é de amadores, gerida por amadores. Fazer correções é uma perda de tempo enorme e um gasto desnecessário de recursos, ainda mais quando se existe uma demanda de trabalho constante para operar. A conclusão disso tudo? Sem demérito aos meus amigos que lá estão, mas existem pessoas erradas no lugar errado.

        Na cena estadunidense, boa parte dos fansubs morreram porque o Crunchyroll, aliado a Netflix, sufocou todos os fãs que legendavam. A qualidade melhorou tanto que as pessoas pararam de procurar os fansubs, e estes por sua vez foram acabando – tanto que nos EUA, o provável fansub mais antigo em atividade é o Chihiro. No Brasil, ainda temos principalmente a Punch que agrega uma enorme base de usuários, diria até maior que a própria Crunchyroll Brasil, e outros fansubs menores, como o EA.

        Terminei uma especialização em administração de empresas há poucos meses. Lá, você aprende diversas coisas interessantes, e outras nem tanto. Vou listá-las aqui.

        Em gestão de pessoas, que o capital humano é precioso e há a necessidade de gerenciar conflitos. Considerando que escuto constantemente alguns colegas reclamando do ambiente que estão, aparentemente isso não é o forte de lá. Ainda, a simples efetivação de funcionários já sanaria boa parte dos problemas: como as pessoas receberiam salário fixo, a pressa para fazer mais e mais episódios (e receber mais dinheiro, conforme contrato) não existiria, manteria-se a consistência dos produtos e a má qualidade constante levaria simplesmente a suspensão real do contrato de trabalho (na verdade, isso também supostamente deveria funcionar para freelancers, mas pelo visto a diretoria não acompanha muito). Vou nem comentar sobre recrutamento porque pelo visto não existem testes também.

        Quando estudei gerenciamento de projetos, vi exatamente tudo que a CR não faz: gerenciamento de riscos, otimização de recursos, monitoramento, controle de prazos e qualidade. Marketing e publicidade, então? Foca em um nicho específico demais (‘otakus’), o que nem de longe é interessante para crescer.

        Vários de meus amigos da empresa, de 20 a 40 anos, veem animes no Netflix. Vão de Death Note ao Violet Evergarden mais recente, mas são do público ‘casual’. Nenhum deles aparenta saber sequer que o Crunchyroll existe. Para uma empresa que tem mais de seis anos aqui no país e parte de um conglomerado relativamente grande, chega a ser ridículo que o impacto nesse tipo de pessoas. Você só pode falar que um serviço teve sucesso quando ele vira ubíquo, o que não é o caso aqui.

        Alongaria-me mais e falaria de planejamento estratégico e outros assuntos, mas, sinceramente, não quero discutir uma empresa que faz parceria com um canal de TV cuja audiência beira zero para… exibir animes legendados. Definitivamente, não é a melhor maneira para crescer e atingir um maior público alvo.

        Moral da história: não dá pra esperar algo que ainda age como amador.

        • Zero
          13 de abril de 2018 - 23:08 Reply

          ^ todo mundo devia ler o texto acima.

        • Hugo
          13 de abril de 2018 - 23:27 Reply

          TL;DR

          NINGUÉM LIGA

          <3 rjk

        • makoto
          16 de abril de 2018 - 06:13 Reply

          Sutai é um merdão, ele ofende os outros via MP e ainda sai como o coitadinho da história.

          E eles não focam em otakus e sim nos fãs de animes, até porque mangás, doramas e tokusatsus estão em segundo plano lá.

          E tem problema nenhum exibir animes legendados, eu mesmo já tô de saco cheio desses entusiastas de dublagem que choram em todo lugar pedindo animes dublados mesmo sabendo que após as mortes da Hebert Richers e Alamo o nível caiu demais.

          • makoto
            17 de abril de 2018 - 00:57

            E tem também o fato agora deles também traduzirem jogos pra inglês tanto que lançaram agora o de Danmachi, e com censura diga-se de passagem.

          • Zero
            17 de abril de 2018 - 01:07

            E que está dando o que falar essa censura. Muita gente nos EUA ultra put* com a CR.

          • makoto
            17 de abril de 2018 - 19:43

            Uma baita hipocrisia até porque eles sempre juraram que nunca iriam censurar nada, pior foi eles justificando que isso seria impróprio para o público americano sendo que lançaram no mundo todo, seria mais lógico lançar versão censurada somente para os EUA e outra sem censura pro resto do mundo.

  • makoto
    13 de abril de 2018 - 22:25 Reply

    Ainda acho que vocês deveriam legendar somente DVD e BD rips e animes antigos que até hoje não receberam legenda alguma principalmente aqueles que vieram dublados em versões censuradas daqui em diante, até porque tem também Netflix, Amazon e Hidive que além de legendarem melhor que o Crunchyroll ainda por cima possuem suportes que prestam.

    E comparando as legendas do próprio Crunchyroll as brasileiras conseguem ser melhores por incrível que pareça pois não cortam honorificos, não usam nomes alterados nos EUA e adaptam nada, coisa que os americanos fazem sempre.

    • Zero
      13 de abril de 2018 - 23:10 Reply

      Nem sempre adaptam os honoríficos nos EUA. E na BR adaptam também quando dá vontade no tradutor.

      • makoto
        16 de abril de 2018 - 06:14 Reply

        Foi mal eu esqueci do Kazinho no BHA mas isso hoje em dia já é quase raro lá e nem muda o fato das concorrentes principalmente Netflix serem melhores.

    • Soran Ibrahim
      14 de abril de 2018 - 09:12 Reply

      Faria sentido, porém não atingiria muito o público mais novo, visto que esses são movidos aos animes do Momento, da Hype pela Hype. Eu mesmo assisti Ashita No Joe e Kinnikuman pela Gringa por que nem o CR, nem fansubs Brasileiros chegaram a fazer/completar esses projetos. Lembro que no passado vivia dando uma chorada pros caras considerarem fazer os projetos das antigas, mas eles davam de ombros, pois procuravam holofotes e não um anime pra curtir em traduzir, assistir e compartilhar, e foi aí que procurei aprender o Inglês, onde pelo menos sanou a necessidade de depender dos outros. Hoje acompanho fansubs escolhendo a dedo, pois não consigo passar perto do show de horrores do ‘soco’, mas volta e meia, dou uma conferida no que a CR-BR tem feito, usando um ou outro cupom de 48 horas que consigo por aí,

      • makoto
        16 de abril de 2018 - 06:16 Reply

        Crunchyroll tem a vantagem de ter muito anime que nenhum fansub brasileiro iria querer legendar, mas é só também.

  • Kaidou Shun
    14 de abril de 2018 - 11:54 Reply

    Por isso que uso punch a melhor fansub!!!

    • makoto
      16 de abril de 2018 - 06:17 Reply

      Foi ironia?

  • Kaizou
    14 de abril de 2018 - 17:53 Reply

    Apesar de concordar que a tradução da CR-BR é bem inconsistente em 100% das vezes, temos que concordar é bem melhor do que speedsubs como a “Soco” (Essa que aliás anda roubando as legendas dos streamings na cara de pau e ainda minerando bitcoin no pc dos trouxas), e também é certeza que o anime será completado em dia, atualmente dá para contar nos dedos os fansubs bons no Brasil que iniciam e terminam um projeto com velocidade decente, isso se terminarem o projeto. Vamos ver: EA, Hacchi, Aenianos, ANSK… Talvez Fênix e Infinity… Tipo, só… Acabou os fansubs. E mal cobre 1/4 da temporada. A CR cobre de 1/3 a 1/2 da temporada.

    Seja como for, o povo não paga só pela legenda lançada em 1 hora após a exibição no Japão, pagam pelo licenciamento e disponibilidade na região.
    O que é muita maldade, porque nos Estados Unidos tem de tudo e aqui na LATAM todos chupam os dedos, só tendo coisas de temporada.

    E sobre as legendas, eles consertam algumas sim. Quando eu vi Keijo e Sousei no Onmyouji em simulcast e depois fui ver novamente, eles tinham modificado vários termos. Mas outras não consertam nunca.

    Adaptar coisas para nosso idioma, tirar honoríficos, colocar diminutivos em português e não saber de certas coisas da franquia, eu aceito… Porque agora isso é trabalho deles, não é diversão que o povo capricha mais. O que eu não aceito é um erro recorrente:

    Sabe o -“Oh, no!” que os gringos usam? Em vários animes, o diabo do tradutor deixa como -“Essa, não!” Sim, com uma vírgula no meio!!! Foi “SÓ” por causa disso que parei de ser assinante premium e instalei o ublock que trava as propagandas deles.

    A única coisa boa que o CR-BR poderia trazer (e quase conseguiu) era o fim do “Soco” e dos “Projetistas”, mas no final ambos começaram a chupar as legendas da CR-BR também.

    É por essas e outras que ultimamente estou assistindo animes só em raw. Por que não assisto legendado em inglês? Porque, ao meu ver, os americanos são um bando de terroristas culturais que prejudicaram a nossa LATAM (influenciado e causando a maioria das ditaduras militares que ocorreram por medo da U.R.S.S.). Nada contra quem é lambe botas dos EUA, mas eu realmente odeio eles.
    Pronto falei.

    • makoto
      16 de abril de 2018 - 06:19 Reply

      Tem fansubs como Halloween, Flying Pigs, Kiky e Armagedon que são mais focados em legendar animes antigos e os que foram exibidos dublados em versões censuradas, esses são muito bons também.

    • makoto
      17 de abril de 2018 - 19:47 Reply

      E ausência de honorificos, adaptações toscas, saber de nada de tal franquia e colocar diminutivos em português são erros toscos de qualquer tradutor, sendo pago ou não.

Deixe uma resposta para Kaizou Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>