Go to Top

O novo guia das importações

Reestruturando o antigo guia!

Tópicos:

1 – Cartão internacional
1.1 – Paypal

2 – Lojas japonesas
2.1 – AmiAmi, de tudo e mais um pouco
2.2 – Hobby Search, o grande concorrente do AmiAmi
2.3 – CDJapan, CDs, DVDs e BDs como foco
2.4 – HobbyLink Japan, o esquecido

3 – Outras lojas da Ásia
3.1 – Play-Asia, jogos é o foco

4 – Lojas estadunidenses
4.1 – eStarland, jogos nos EUA
4.2 – J-List, novel games ao seu alcance
4.3 – Ebay, o Mercado Livre dos EUA

5 – Lojas europeias
5.1 – The Book Depository, paraíso dos mangás e novels

6 – Lojas brasileiras
6.1 – Amazon, apenas uma sombra no Brasil
6.2 – Livraria Cultura, boleto bancário!

7 – Serviço de redirecionamento
7.1 – Shipito, a glória está além do horizonte

8 – Correios, a saga da tartaruga
8.1 – Muambator, para não enlouquecer

9 – Tributações

1 – Cartão internacional
Não tem como fugir disso caso você queira ter um leque de escolhas ampla e que valem a pena. Caso você seja estudante universitário, basta abrir uma conta universitária no Banco do Brasil para ter acesso a um cartão internacional. Lembre-se que, nesse caso, seu limite de crédito será bem baixo, o que reduz seu potencial de gastos mensais. Caso não possa ter um cartão ainda, a saída é recorrer aos pais ou amigos. No caso de pedir para um amigo comprar, você terá que pagar alguns poucos reais à mais a ele devido ao IOF (o imposto de operações financeiras) pela conversão do real à moeda estrangeira.

1.1 – Paypal
O Paypal não é obrigatório, mas é uma ferramenta extremamente útil para te proteger. Com ele você não precisa mais ficar digitando os dados do seu cartão de crédito em todo site. Outra vantagem é você pagar com a cotação daquele dia da moeda estrangeira, já que, pagando pelo cartão, o valor da moeda estrangeira é convertido para Real no dia do fechamento da fatura, o que pode ser ruim caso o Real esteja em desvalorização (o que é o normal de acontecer).

2 – Lojas japonesas

2.1 – AmiAmi, de tudo e mais um pouco

Desde que o AmiAmi abriu sua loja para o mundo, há poucos motivos para olhar outra. Ótimos preços, sistema de pontos, suporte excelente. Figures, cards, revistas, camisetas, canecas, BDs, etc, etc, etc. Deve-se alertar que basicamente tudo deve ser comprado por pré-encomenda devido a natureza do mercado de hobbies japonês. Uma vez perdida a pré-encomenda, as chances de conseguir algo são baixas, extremamente baixas, e o jeito é torcer para as raríssimas segunda rodada de vendas do produto. Devido aos grandes problemas com encomendas não-registradas, esta opção está bem limitada, mas ela nunca é recomendada mesmo. O site é atualizado quase diariamente, basta se atentar aos dias marcados em vermelho no calendário do site para saber os dias que eles estão “fechados”.

2.2 – Hobby Search, o grande concorrente do AmiAmi
Pessoalmente, nunca o usei. Mas é outra loja extremamente usada, principalmente, pelos fãs de figures. É sempre bom ter uma loja para se comparar preços.

2.3 – CDJapan, CDs, DVDs e BDs como foco

Embora o foco deles seja esse, lá você encontra de tudo. Inclusive algumas coisas inexistentes nas duas lojas anteriores (como roupas). Os preços não são os melhores, mas usam o sistema de pontos, fazem promoções direto e no dia do seu aniversário te dão um pequeno desconto extra. O suporte também é bom, já inclusive promoveram uma entrega minha de simples para expresso sem cobrar nada extra. Usei bastante a loja antes do AmiAmi entrar no mercado, mas agora ela ficou em segundo plano.

2.4 – HobbyLink Japan, o esquecido
Se tem uma loja que mais perdeu com a chegada do AmiAmi foi a HLJ. Foi uma das primeiras que usei, mas faz muito tempo que nem olho o que tem lá. Segue os mesmos padrões do AmiAmi, mas tem alguns hobbies específicos (aviões, por exemplo) que não se acha nas demais lojas. O atendimento é bom, mas, na época, eles enviavam sem código de rastreio, não sei como está agora.

3 – Outras lojas da Ásia

3.1 – Play-Asia, jogos é o foco

Se você está procurando por jogos de todos os tipos e de todas as regiões, no Play-Asia você encontrará. Geralmente os preços de pré-encomendas são mais elevados do que em outras lojas, mas a presença contínua de promoções é o maior destaque. Assinar a newsletter é uma ótima maneira de saber sempre o que está em destaque e em promoção. O site também vende outras coisas como figures, mas como eles compram do Japão, sai mais caro que pegar no AmiAmi, por exemplo. Os preços de jogos japoneses também é um pouco alto fora de promoções.

4 – Lojas estadunidenses

4.1 – eStarland, jogos nos EUA
Conheci a loja por indicações feitas aqui no site. Pagar o preço total de um jogo aqui sai mais em conta que no Play-Asia, mas em questão de promoções pareceu mais fraca. A vantagem de estar nos EUA é que as encomendas tendem a chegar mais rápido.

4.2 – J-List, novel games ao seu alcance

O J-List possui dois sites, o linkado aqui que também vende conteúdo adulto (hentai) e um site “seguro” para os menores de idade. O J-List importa produtos do Japão e os comercializa nos EUA, mas sua grande vantagem é encontrar coisas super complicadas de conseguir como os jogos de Touhou. Além disso, ele comercializa Novel Games sem e com hentai (que podem ser complicados de se ter acesso de maneira oficial), e ainda comercializa jogos legendados em inglês! Quer jogar Steins;Gate numa linguagem provavelmente mais acessível a você sem piratear? Você terá acesso ao jogo lá. Outra atração do J-List é o sistema de assinatura de guloseimas. Sim, você não leu errado! Pagando uma taxa mensal fixa, todo mês será enviado um pacote com vários doces diferentes a você e seguindo as novidades das estações e suas edições limitadas. Fora da questão de venda, a newsletter dele é simplesmente uma das melhores que já vi. Não pelas propagandas, mas por sempre trazer uma curiosidade do Japão, sendo obrigatória para os conhecedores do inglês. Depois de todos os elogios, uma grande falha: na compra que realizei, eles declararam o preço do frete de maneira visível, o que serve de base para mais tributação ao nosso querido governo.

4.3 – Ebay, o Mercado Livre dos EUA
Acho que o Ebay dispensa apresentações. Só tome cuidado com figures falsificadas que assombram o lugar e se atente ao fato de que muitos vendedores não gostam do Brasil. E garanta que tenha uma conta no Paypal.

5 – Lojas europeias

5.1 – The Book Depository, paraíso dos mangás e novels

Simplesmente a melhor opção caso não queira o material original em japonês. Mas será necessário saber inglês. O preço é bom, a qualidade física dos mangás importados são infinitamente melhores que o lixo vendido aqui, a taxa de entrega é grátis e livro tem imunidade tributária! O maior problema é que a encomenda não é registrada, o que pode demorar uma eternidade para chegar.

6 – Lojas brasileiras

6.1 – Amazon, apenas uma sombra no Brasil

A Amazon brasileira não pode ser comparada a nenhuma outra. Aqui no Brasil a mesma só comercializa livros e nada mais. Para piorar, ela só aceita cartão de crédito como meio de pagamento e seu estoque não é dos melhores na parte de importados, sendo necessário fazer a encomenda. Por outro lado, a logística de entrega deles é absurda de eficiente, trabalhando inclusive nos finais de semana. Frete grátis é possível comprando acima de determinado valor e o mesmo é dado mesmo que você compre algo em estoque e algo sob encomenda (o que faz a sua encomenda ser dividida em duas). Vale a pena comparar preços com o The Book Depository numa época de dólar tão alto (tanto que consegui Sword Art Online Progressive mais barato na Amazon!). Ainda estou testando o sistema de encomendas, esperando a primeira novel de DanMachi, mas pode demorar mais que o normal uma resposta, já que a novel estava esgotada até nos EUA.

6.2 – Livraria Cultura, boleto bancário!
Pessoalmente nunca a usei, mas conheço pessoas que já compraram lá. Poder pagar em reais e no boleto tem um custo: além de mais caro, não espere encontrar de tudo lá. Mas é uma alternativa para aqueles que não tem acesso ao cartão de crédito.

7 – Serviço de redirecionamento

7.1 – Shipito, a glória está além do horizonte

*O estranho coelho foi dado apenas para quem comprou na Amazon dos EUA

Quer comprar algo na loja X mas ela não manda para o Brasil ou a entrega para cá tem um preço absurdo? Faça seu cadastro no Shipito (há dois tipos: básico e ilimitado, o básico te limita a um pacote por vez [em ambos os casos tem um custo, sendo irrisório o do básico]) e receba um endereço nos EUA! Agora faça sua compra e mande entregar nesse seu novo endereço (cuidado, o BestBuy não gosto muito do Shipito). Chegando lá você receberá um email com fotos da caixa recebida pelo Shipito, após isso basta pagar a taxa de entrega dentre as inúmeras disponíveis e fazer a declaração do que tem na caixa e seu valor e eles mandam para você. Como você declara o valor da caixa, abre a possibilidade de sub-declaração de valor da mercadoria para esquivar-se do imposto de importação. Mas cuidado para não abusar. Principalmente nos casos de entrega expressa, eles podem abrir a caixa caso suspeitem de sub-declaração, mas nada como declarar seu jogo de 60 dólares como 15 dólares, algo completamente válido.

8 – Correios, a saga da tartaruga
Na hora da compra você fará escolha do método de entrega. Empresas sérias como a FedeX são quase inacessíveis para a nossa realidade com taxas de entrega facilmente na casa de R$60 e com 100% de chance de tributação. Com isso recorremos ao quase monopólio dos Correios. Para começar, entenda que expresso (o EMS) no Brasil não significa nada além de um custo maior a você. Já recebi encomendas sem registro (o mais lento possível) em 9 dias e um EMS que demorou 40 dias. Tendo entendido isso, fuja do EMS. Além de ser caro, não ter garantia de que realmente será expresso, você será tributado de qualquer jeito. Dê preferência a entrega normal registrada, já que a sem registro é pedir para esperar uma eternidade e a encomenda pode nunca chegar (e você não poderá ser reembolsado). E esteja preparado para esperar muito! Embora a imagem abaixo seja antiga, ela reflete bem o que acontece:

Uma dica para evitar dor de cabeça: acentuação. Não use acentos no seu nome, endereço ou seja lá o que você tenha preenchido no cadastro do site de compra. O sistema deles pode não reconhecer os símbolos e seu endereço sai todo problemático, o que pode fazer a mercadoria ser devolvida pelos Correios. Eu preencho meu cadastro em inglês.

8.1 – Muambator, para não enlouquecer
Seu produto chegou do Japão em 5 dias! Já está sentindo o pacote nas suas mãos? Esqueça! Seu pacote ainda pode demorar mais de MÊS transitando no Brasil! Antes que você fique louco de ficar verificando o site dos Correios, faça seu cadastro no Muambator e registre seus pacotes lá. Toda vez que houver uma atualização de estado num dos pacotes, eles mandam um email avisando. Agora sua espera de 170 (CENTO E SETENTA!!!!) dias daquele pacote que deve ter vindo de golfinho até o Brasil e o carteiro foi de joelhos e de costas até a sua casa com ele não será tão mortal.

*Nota: Embora basicamente todas as encomendas internacionais na imagem acima estejam marcadas como tributadas, elas na verdade chegaram na minha Caixa Postal, e como o status de uma encomenda lá é “aguardando retirada”, o Muambator erroneamente diz que ela foi tributada.

9 – Tributações
Pergunta que sempre fazem: “Serei tributado”? Por regra, sim. Será. Esqueça, estão tributando até caixa de fósforo. Claro que é um exagero da minha parte, mas nunca se tributou tanto. Quanto mais caro sua encomenda, maior a chance de ser tributado. Então tenha sempre preparado 60% do valor da mercadoria para pagar em tributo e mais R$12 da taxa de sequestro dos Correios. Como assim? Por você ter sido tributado, por sua culpa (!!!) os Correios terão que guardar a sua caixa com eles e eles cobram por isso! LOL É rir para não chorar.

Se você for tributado, não faça a m**** de se recusar a pagar, mandar devolver e pedir reembolso da loja que te vendeu. Isso queima muito a imagem dos brasileiros que, em vários sites, são “banidos” de fazer compras lá. Esteja preparado para o pior dos cenários! Caso você queira brigar, por LEI (!!!) é proibido a tributação de mercadorias abaixo dos $50, mas a Receita Federal está pouco se lixando pra lei e tributa tudo, então você pode entrar com um pedido de reembolso na justiça.

Um valor abaixo de $20 normalmente esquiva desse povo maluco, mas atualmente tento colocar tudo na faixa dos $15. Lembrando que as novels e mangás tem imunidade tributária!

About Zero

Fundador do EA. Faz principalmente traduções mas ajuda em qualquer etapa do projeto. É louco por Touhou e acha que Shakugan no Shana é o melhor anime de todos, o que talvez levou a preferência por tsunderes. Vive importando coisas de animes, desde cards até figures e BDs. So as I pray, Unlimited Blade Works.

36 Responses to "O novo guia das importações"

  • jeferson
    10 de junho de 2015 - 23:52

    Cara vc leu meus pensamentos refazendo esse post serio mesmo
    pois estou naquela
    sera que compro online ou compro no Anime Friends o foda e meu medo de quebrar uma figure no meio da muvuca do show do Flow

    • Ketsura
      11 de junho de 2015 - 04:11

      O Zero alertou pra tomar cuidado com figure pirata no Ebay e ai vai comprar no lugar onde você tem 99% de chance de ser pirata? =P

      • Neek190
        11 de junho de 2015 - 11:22

        O cada é doido de querer comprar no AF. A primeira vez (e última) que fui, tinha a intenção de comprar dvd do rebuild, mas além de não achar o que queria na banca da distribuidora que licenciou aqui, tava fazendo propaganda de um filme que não tinha nada a ver com anime e nenhuma informação sobre Eva… Pelo menos sai de lá do AF sabendo que tinham lançado mangá so TPGL.

      • jeferson
        11 de junho de 2015 - 15:24

        Realmente tem mt coisa descarada lah mas ja vi meia dúzia de figures dignas lah

  • Yokai
    11 de junho de 2015 - 00:05

    Eu queria te perguntar uma coisa, sabe como faz compra na amiami que eu já tentei uma vez e não consegui comprar fazer o pagamento pelo paypal

    • Zero
      11 de junho de 2015 - 00:11

      Eles mandam por email.

      Fiz a encomenda, recebi este email – AmiAmi: Order Acknowledgment (204391525)

      Depois, recebi este email – AmiAmi: Payment Request (204391525)

      Nele há o link de pagamento.

      Order Number: 204391525

      Log Horizon – Mug: Akatsuki(Back-order)
      Unit price 864 JPY x 1 unit(s) = 864 JPY

      Subtotal: 864 JPY
      Shipping: 1,210 JPY
      Grand total: 2,074 JPY

      Shipping method: SAL Small Packet (Registered)
      Payment method: PayPal

      […]

      Your order will be shipped upon payment confirmation.
      * Please click the link below to complete payment for your order.

      • Yokai
        11 de junho de 2015 - 02:35

        valeu por esclarecer essa duvida, quando tiver chance vou fazer de novo compra pela amiami

  • JiraiyaOwned
    11 de junho de 2015 - 00:14

    Sobre a Cultura, da para fazer encomenda de conteúdo esgotado no site direto na loja física, aumentando as formas de pagamento e evitando a taxa do boleto.

  • Lord S. Kuma
    11 de junho de 2015 - 00:15

    Agora sim, guia melhor que esse, acho difícil, só falta deixar fixado em algum lugar do site pra não acabar sendo esquecido ou o pessoal “favoritar” o post no navegador mesmo.

  • Pedro Oliveira
    11 de junho de 2015 - 01:00

    Zero, não sei se vossa senhoria conhece o site global rakuten (http://global.rakuten.com/en/), no meu entender ele é tipo uma submarino, mercado livre d japão, ele reúne algumas lojas japonesas (dentre elas, algumas que vendem artigos usados).
    Já comprei algumas figures de lá (um Balthier de FF XII, uma Yamato em miniatura, uma Saber nandroid (acho), um Kojiro(de Sengoku Basara) tipo nandroid, Barnaby (de Tiger and Bunny, tb pequeno), e um mini Seya tb, com a armadura de sagitário) e fiz uma compra mês passado.
    Alguns preços de lá são muito bons já q ele vende alguns artigos usados (tds os meus estavam em ótimo estado de conservação).

  • mestrepudim
    11 de junho de 2015 - 01:03

    Faltou um ponto importante que precisa ter pra comprar, coragem! Porque o nosso banana paper valendo o que vale, um chaveirinho mixuruca que deve ser de uma borracha bem vagabunda tá custando quase 20 papéis higiênicos no amiami!

  • Wuilber002
    11 de junho de 2015 - 01:35

    Ficou muito bom !!! Parabéns…

    Eu uso o ShipIto a alguns anos ( 4 ou 5 ) e a melhor opção que você tem, quando abre sua conta com eles, é poder consolidar vários pacotes e enviar todos juntos e economizar no frete.

    Fora que ainda existe a opção de solicitar para que eles comprem para você algo em uma loja física ou ate mesmo em uma loja on-line que não aceita cartões de fora do EUA.

    Mas é claro que esses dois serviços são cobrados separadamente…

  • Naota
    11 de junho de 2015 - 07:34

    Hein, Zero, e HMV? Já comprou algo lá?

    • Zero
      12 de junho de 2015 - 21:32

      HMV? Não.

  • OtakuGamer
    11 de junho de 2015 - 07:49

    No e-Starland, eles tbm usam o paypal??

    • Zero
      12 de junho de 2015 - 21:34

      Sim.

  • Hoshi_Akari
    11 de junho de 2015 - 09:28

    Post muito bem explicado, dá para ver que você tem bastante experiência com importações. Eu importo desde 2009 e tem várias informações uteis no seu post.

    Sobre a Hobby link Japan que você mencionou, de vez em quando eu compro por ela (eles tem umas promoções interessantes em que alguns produtos interessantes chegam a ter desconto de 70%). Apesar do preço normalmente ser pior que o da Hobby search, eles tem um sistema que permite que você guarde uma encomenda por até 60 dias com eles. Claro, você vai ter que pagar pelos produtos antes de utilizar essa opção, mas é uma boa idéia quando você quer combinar itens de mais de um mês juntos.

    Outra vantagem é que se geralmente uma pré-venda se esgota rapidamente na Hobby search e na AmiAmi, na Hobbylink ela ainda dura um bom tempo (parcialmente pelo fato que eles começam a pré-venda alguns dias depois), então é uma boa encomendar deles nesse caso. Principalmente pelo fato de que cancelamento de encomendas em fase de pré-venda na Hobbylink é automatizado e sem qualquer consequência. Então, se essa pré-venda reiniciar na AmiAmi, é só cancelar na Hobbylink e voi-la.

    Por último, recentemente eles oferecem SAL registrado também. Ou, seja, pode ser bem útil. Também recomenda lojas como Mandarake e Jungle antes de recorrer ao ebay. Faz vários anos que não compro mais no ebay pois sempre recorro a essas duas lojas antes. Outra alternativa interessante é a BiginJapan que vende prize-figures (difíceis de achar nas outras lojas) e exclusivos sendo que você pode optar por pagar antes (nesses tempos em que o dólar está nas alturas a cada dia, uma opção válida).

  • Sergio
    11 de junho de 2015 - 15:19

    Pra quem quer comprar do Japão também tem um Serviço de redirecionamento no site tenso.com/en, além de redirecionar você pode receber de varias lojas diferentes e solicitar enviar tudo num unico pacote, eles só cobram para enviar o produto pra você (valor do envio + uma taxa de uns 500 ienes) ou se você solicitar que varios pacotes sejam enviados juntos, mas deve enviar o pacote antes de completar 60 dias após a chegada.

  • Diego
    11 de junho de 2015 - 22:42

    Zero, o único outro produto que Amazon brasileira comercializa, além de livros, é o Kindle

  • RodrigoFbi
    13 de junho de 2015 - 17:49

    Zero uma dica para o povo que compra figures na AmiAmi ou em outro lugar que disponibiliza esse tipo de frete e comprar via SAL parcel, passa pelo RJ, não e tributado (pelo menos ate agora não foi nenhuma) e demora no maximo 30dd ou menos.

    • Zero
      13 de junho de 2015 - 18:01

      Expresso passando por lá foi tributado. Bem, eles abriram minha encomenda pra conferir o que tinha lá… foi a primeira vez que aconteceu isso.

  • animeman
    14 de junho de 2015 - 14:26

    Aqui no Japão se usa o kakaku.com para ver o preço mais baixo dos produtos em milhares de lojas online. Não é 100% de vezes que acerta, mas chega muito perto.

  • Guilherme
    14 de junho de 2015 - 21:14

    Fiquei meio confuso com a sub-declaração.
    Seria declarar um valor abaixo de $15,00 pra evitar que seja taxado, certo?
    O que, obviamente, não deve ser feito, certo?
    Já tentou? Funciona? Deus algum problema?

    • Zero
      14 de junho de 2015 - 21:31

      Deu “problema” declarando um New Nintendo 3DS como “acessório” por $20. Eles abriram e tributaram em cima de $70 (o que é menor que $200). Com jogo nenhum dá problema. Tem empresa que sub-declara sem você falar nada, tipo a NIS Store ( https://store.nisamerica.com ), onde peguei várias edições de colecionador de $70+ e eles declararam como $17 sem eu nem mencionar nada. Muitos vendedores do Ebay também fazem isso.

  • Carlos Guilherme
    14 de junho de 2015 - 23:01

    A CDjapan é boa para comprar livros também né?

    • Zero
      14 de junho de 2015 - 23:33

      Nunca procurei por livros lá.

      • Carlos Guilherme
        15 de junho de 2015 - 10:02

        É tudo pelo preço de capa. Embora todos sejam em japonês, até que é bom comprar lá.
        Dá pra achar uns difíceis de se encontrar até.

  • TheXP
    16 de junho de 2015 - 10:25

    Quanto ao cartão internacional, acho que seria bom verificar os cartões pré-pagos como Meo Cartão e o Acesso Card. Eu possuo um Meo Cartão, e já usei com sucesso na Google Play Store.
    Imagino se seria conveniente para importações também…

  • Carlos Guilherme
    19 de junho de 2015 - 15:45

    BDs são muito tributados?
    Tenho vontade de comprar, mas também, medo.

    • Zero
      19 de junho de 2015 - 17:23

      Sim.

  • Isabella
    22 de julho de 2015 - 17:01

    Lembrando que é proibida a tributação abaixo de 50 dólares CASO o envio seja de pessoa física. Se for de pessoa jurídica ( ou seja, lojas) eles podem tributar até 1 dólar se quiserem

    • Zero
      22 de julho de 2015 - 17:11

      Nop. Tanto que há jurisprudência.

  • NicVsP
    27 de julho de 2015 - 03:03

    Zero, você sabe se é seguro importar figures ou mangás com lolis ousadas e mal vestidas aqui no Brasil? Nunca ouvi falar de ninguém tendo problema com esse tipo de coisa, mas fui procurar e parece que a legislação pode considerar qualquer representação visual como pedofilia. Você tem alguma ideia de como funciona na pratica?

    • Zero
      27 de julho de 2015 - 10:02

      Nunca importei coisas do tipo. O AmiAmi eu sei que não vende certas coisas para outros países, não sei se essas figures entram nisso. Bem, se o valor tiver corretamente declarado e você estiver disposto a pagar os tributos, o risco de abrirem e ver que é algo “ousado” é bem baixo.

  • Maria
    24 de agosto de 2015 - 22:59

    Zero, você já comprou na Amazon dos EUA? Queria comprar algumas novels mas não sei como funciona o sistema de vendedores/envio internacional/tributação =(

    • Zero
      24 de agosto de 2015 - 23:44

      A taxa de entrega fica bem salgada pra comprar novels. Não tem tributo, já que é livro. Na Amazon só compro jogos e uso redirecionamento.